• Ginástica Abdominal Hipopressiva®
  • O mediático método de treino abdominal e correcção postural
  • A prática desportiva, a tosse, os espirros ou a obstipação, são apenas algumas das situações diárias que aumentam a pressão abdominal e acometem a saúde e funcionalidade da zona génito-urinária, acabando por afectar seriamente a qualidade de vida. Quando o tónus muscular é insuficiente, o risco de aparecimento de hérnias abdominais, inguinais, umbilicais e discais aumenta.

    Já no caso das mulheres, a gravidez e o parto favorecem o efeito hiperpressivo do abdómen, potenciando o aparecimento de diástase abdominal, prolapsos, hérnias vaginais, incontinência urinária, descida dos órgãos pélvicos, sensação de peso, desconforto ou falta de firmeza vaginal durante as relações sexuais e respectiva falta de satisfação nas mesmas.

    Enquanto método de reeducação postural que visa a diminuição da pressão nas cavidades torácica, abdominal e pélvica, bem como a tonificação muscular e o fortalecimento benéfico da faixa abdominal e do pavimento pélvico, a Ginástica Abdominal Hipopressiva® (GAH) apresenta-se como uma resposta eficaz na conquista de uma faixa abdominal eficiente, que sustente os órgãos internos e proporcione um eficaz suporte à coluna, que está na base da prevenção das várias patologias já enunciadas.

    Na FISIOGlobal, os profissionais com formação em GAH® contactaram e aprenderam directamente com o criador da técnica: o fisioterapeuta belga Doutor Marcel Caufriez (PhD).

    A GAH® está indicada em casos de incontinência urinária, prolapsos vaginais e viscerais, disfunções sexuais, redução do perímetro abdominal, correcção postural, prevenção da dor nas costas e melhora do funcionamento intestinal.

  • Human Performance
  • Potenciação máxima da performance e reeducação do estilo de vida
  • A FISIOGlobal® Human Performance é muito mais do que um método de trabalho; é uma filosofia que deve ser adaptada ao quotidiano de qualquer cidadão, 24 horas por dia, 7 dias por semana, 365 dias por ano.

    Destinada a qualquer pessoa com um estilo de vida activo, foi criada para dar resposta à relação entre a boa performance e o menor risco de lesão. Da criança ao gladiador de fim-de-semana que apenas pratica exercício com os seus amigos ao Sábado ou Domingo, do jovem adolescente que aspira ser um campeão ao atleta profissional que ambiciona alcançar o topo, todos têm algo em comum: se o corpo apresenta limitação de movimentos, alterações de estabilidade ou défices de força, não será capaz de dar resposta às necessidades de vida diária ou desportivas, apresentando baixa performance e, por isso, maior risco de lesão.

    Resultado de mais de uma década de estudo na área das ciências da saúde e desporto, representa uma clara mudança de paradigma na área da optimização da performance, quer pela sua equipa multidisciplinar e especializada, que conta com a experiência e formação diferenciadora dos seus elementos, quer pelo recurso a conceitos e estratégias utilizados por alguns dos mais renomados profissionais e equipas da área, a nível mundial.

    Assenta em 4 pilares basilares:

    Movimento: Tudo acontece em movimento, seja no desporto ou no dia-a-dia. Como tal, o foco deste conceito não se cinge a músculos ou regiões isoladas, mas sim aos movimentos globais. Qualidade antes de quantidade.

    Motivação: Permite que o atleta acredite e dê o melhor de si, de forma consciente e voluntária. É responsável pela selecção de uma actividade e pela persistência e intensidade que dedica ao sucesso da mesma: 24h/dia, 365 dias/ano ao invés de um curto espaço de tempo diário.

    Regeneração: Fundamental para potenciação de resultados e efeitos positivos no processo de optimização de performance. Mais não é sinónimo de melhor.

    Nutrição: Combustível que permite obter os recursos necessários para atingir a máxima performance. Neste contexto, não deve ser confundido com dieta.

    Potenciação máxima da performance, aumento da longevidade do rendimento pela redução do risco de incidência de lesão, reeducação do estilo de vida e resultados, são algumas das premissas do conceito FISIOGlobal® Human Performance, um inovador sistema integrado de avaliação e intervenção.

  • Pilates Clínico
  • A forma de praticar exercício físico sob orientação terapêutica
  • Dor, perda de mobilidade e equilíbrio ou falta de força não são reflexo da idade. Surgem por hábitos diários pouco salutares e que podem facilmente ser corrigidos e optimizados a partir do momento em que aprende a mexer-se com qualidade.

    Baseado em 6 princípios fundamentais - respiração, concentração, controlo/precisão, centralização, fluidez, endurance/repetição - o Pilates Clínico assenta na realização de exercícios coordenados, com tempos de respiração específicos e livre de compensações e tensões musculares.

    Enquanto método de exercício físico, o Pilates Clínico distingue-se do método tradicional pela adaptação dos exercícios à área terapêutica, com vista à prevenção de lesões músculo-esqueléticas, enquanto complemento no tratamento de reabilitação ou apenas na promoção do bem-estar e qualidade de vida do utente.

    Antes de iniciar esta actividade, o paciente é sujeito a uma rigorosa avaliação física, que indicará ao fisioterapeuta o tipo de exercícios específicos para cada utente, potenciando assim ao máximo as suas sessões de trabalho. A avaliação e reavaliação clínica é um dos momentos-chave no sucesso desta prática e alcance dos objectivos pretendidos.

    Assim, a prática do Pilates Clínico está especialmente indicada na recuperação e prevenção das patologias da coluna, na preparação pré-parto, na recuperação pós-parto, para o fortalecimento e tonificação muscular, aumento da flexibilidade, alinhamento corporal, melhora da respiração e da consciência corporal, diminuição do stress e optimização da coordenação motora.

  • Treino Personalizado - Personal Training (PT)
  • A sua limitação não é mais do que uma aptidão adormecida e pronta a ser potenciada
  • Na actualidade, face ao estilo de vida corrido, stressado e sedentário, é indiscutível a importância da prática assídua de actividade física. É urgente dissociar o exercício físico de pré-conceitos que o associam a uma vertente acessória e lúdica, encarando-o como componente fundamental e terapêutica na nossa vida. Inúmeras disfunções contemporâneas, como AVC’s ou enfartes, podem ser prevenidas e revertidas pela prática saudável de actividade física.

    Enquanto aliado de excelência na promoção da saúde, o exercício físico deve ser criteriosamente prescrito e dirigido. Tal prática só é passível de ser garantida quando o treino é acompanhado por um treinador que oriente de forma personalizada o utente, adaptando a sessão às suas características físicas, às suas verdadeiras necessidades e limitações, de forma segura e eficaz, com objectivos claros e definidos.

    Partindo da avaliação física e do conhecimento do historial do cliente e actual nível de condição física para o treino cardiovascular, com o objectivo de melhorar a condição física, o aumento do gasto calórico e o incremento do metabolismo lipídico, o programa de PT pode então depois progredir para um treino de força que permita alcançar resultados ao nível do controlo de peso, (re)definição muscular, prevenção de osteoporose e melhora da auto-estima, entre outros.

    Pela produção de endorfina, durante e após o treino, é possível verificar uma série de benefícios associados à prática regular de uma actividade física: alteração da percepção e controlo da dor, sensação de bem-estar, redução do stress e ansiedade, alívio de tensões musculares e melhora do sono, entre outros.