• Elec​trólise Percu​tânea Intratecidular​ Ecoguiada - EPI®
  • A inovadora técnica que regenera tendão, músculo e ligamento
  • A técnica ecoguiada de Electrólise Percutânea Intratecidular - EPI® é um conceito revolucionário da fisioterapia mundial na regeneração dos tecidos moles (músculo, ligamento e tendão), que já é usada, por exemplo, em grandes clubes de futebol da Europa, como é o caso do Juventus, Arsenal, Liverpool, Inter de Milão, Manchester United ou Zenit FC.

    Graças à aplicação, no ponto exacto da lesão, de uma corrente galvânica de alta intensidade, através de uma agulha não oca e fina (semelhante a uma agulha de acupunctura, mas concebida especificamente para o efeito) é possível, actualmente, potenciar e garantir a migração celular que desencadeia e acelera o processo de regeneração do tecido lesado.

    Por se tratar de um tratamento local e milimétrico, na FISIOGlobal é sempre realizada com recurso a um ecógrafo de última geração, que permite a visualização das estruturas a tratar. Por forma a garantir ainda melhores resultados, dispomos do equipamento mais recente e completo do mercado, denominado por EPI® XMOmega.

    Sabia que a EPI® chegou a Portugal, em 2009, através do director clínico da FISIOGlobal? Ricardo Amorim, também o fisioterapeuta responsável pela realização da técnica na FISIOGlobal, é, actualmente e em termos internacionais, dos elementos que mais formação especializada realizou e que, em Portugal, apresenta mais experiência na combinação e aplicação desta técnica.

    Em linha com estes reconhecimentos, acresce ainda a distinção internacional “Excellence Certification” (2014), pela EPI® Advanced Medicine, empresa que detém a marca EPI®, pela qualidade dos resultados obtidos na FISIOGlobal e contínua formação realizada. A FISIOGlobal foi, também, a primeira clínica em Portugal a ser certificada na realização da técnica, pela mesma entidade espanhola.

    Este é o tratamento de eleição em casos de lesão do tendão (tendinite/tendinose/tenossinovite), lesão do músculo (rotura muscular), lesão do ligamento (entorses pé, joelho, etc), fasceíte plantar, esporão, periostite/canelite e pubalgia, entre outros.

  • Método POLD® de Terapia Manual
  • A técnica de eleição, da terapia manual, para patologias de coluna
  • Além da FISIOGlobal ser a primeira clínica da Europa reconhecida e certificada pelo Internacional POLD® Institute na prática do Método POLD®, o seu director clínico, Ricardo Amorim, é ainda o único formador oficial da Europa deste conceito, sendo inclusive docente convidado da Faculdade de Medicina da Universidade Internacional da Catalunha, na pós-graduação do Método POLD®.

    O Método POLD® é, seguramente, uma das técnicas mais eficazes, suaves e com menos contra-indicações disponíveis na clínica. Consiste na aplicação de uma mobilização oscilatória, passiva e rítmica, com frequência de ressonância, que é mantida durante toda a sessão de tratamento, e que permite alcançar efeitos neurofisiológicos e biomecânicos de grande eficácia terapêutica.

    A sua aplicação tem apresentado excelentes resultados, que se prolongam no tempo, sobretudo em lesões da coluna vertebral (hérnia discal lombar e cervical), em processos degenerativos das articulações (artroses), lesões desportivas, recuperação pós-cirúrgica e nas patologias que causam dor e alterações da mobilidade articular.

  • Reeducação Postural Global - RPG®
  • A evolução da correcção postural para prevenção de alterações e dores degenerativas
  • Importada de França, a RPG® é um dos métodos mais eficazes na prevenção e/ou tratamento de alterações posturais e dores decorrentes das mesmas. O seu sucesso deve-se ao facto de abordar o corpo humano como um todo, partindo sempre do sintoma para chegar à causa que está na sua origem.

    Sabia que ao realizar as suas actividades diárias com uma postura incorrecta está a sobrecarregar outras estruturas do corpo que, a longo prazo, podem degenerar e originar dor?

    O nosso corpo, mesmo em repouso, mantém os músculos estabilizadores em permanente contracção, induzindo rigidez e encurtamento muscular, a que estão associadas muitas dores articulares e desvios posturais.

    É o tratamento indicado para dores lombares e cervicais, hérnias discais, escolioses ou hiperlodoses, rigidez muscular e articular e lesões desportivas. A equipa da FISIOGlobal conta com dois dos mais especializados profissionais portugueses nesta técnica.

  • Posturologia Clínica
  • A abordagem mais eficaz na identificação da(s) causa(s) na origem das alterações posturais
  • Sabia que, aproximadamente, 75% das queixas apresentadas pelos pacientes derivam de alterações posturais?

    A Posturologia Clínica apresenta-se como uma das ferramentas de eleição na avaliação e regulação dos sistemas e entradas sensoriais que intervêm na regulação postural - dos pés à articulação temporo-mandibular (ATM/mandíbula), não esquecendo o sistema óculo-motor (olhos).

    A utilização deste conceito é crucial para a avaliação de toda a estrutura física do paciente, de forma global e completa, para a identificação das regiões anatómicas que se apresentam alteradas e que estão na origem dos sintomas do paciente, muitas vezes incompreendidos e erroneamente diagnosticados.

    Através do recurso a uma plataforma computorizada de baropodometria e estabilometria que, em apenas 30 segundos faz a recolha de 300 imagens do movimento dos pés do paciente, é possível oferecer dados vitais sobre o equilíbrio postural e a sua relação com o apoio podal (pés) do utente.

  • Osteopatia
  • O complemento multissensorial sugerido pela Organização Mundial da Saúde
  • Sabia que a Organização Mundial de Saúde sugere a integração da osteopatia nos serviços de saúde? Através das técnicas osteopáticas é possível conquistar a mobilidade naturalmente perdida ou diminuída, promovendo o reequilíbrio saudável do organismo, determinante para a eliminação dos sintomas dolorosos.

    Com o passar dos anos existe uma perda gradativa e natural da mobilidade dos músculos, articulações, ligamentos, vísceras abdominais e torácicas e até das articulações do crânio, que podem provocar profundos desequilíbrios na saúde.

    Graças ao recurso a técnicas específicas de manipulação e mobilização é possível repor o normal funcionamento do sistema músculo-esquelético, sistema nervoso e arterial, determinante no tratamento de várias patologias como lombalgias, cervicalgias, tendinites, artroses, hérnias discais, lesões desportivas, dores de cabeça, vertigens, azia e alterações do trânsito intestinal, entre outras.

  • Ecografia Músculo-Esquelética
  • O recurso de excelência para o estudo, em tempo real, das lesões do sistema músculo-esquelético
  • A ecografia músculo-esquelética, enquanto ferramenta complementar à intervenção dos profissionais da FISIOGlobal, permite o estudo estático e dinâmico e a mensuração objectiva, rápida, eficaz e indolor da lesão.

    A realização de determinadas técnicas invasivas como a EPI®, infiltrações de variados tipos (corticóides, viscosuplementação e colagénio, entre outras) e procedimentos de aspiração, requerem obrigatoriamente o recurso à ecografia músculo-esquelética, na medida em que é essencial a visualização imediata e em tempo real da estrutura que está a ser tratada.

    O ecógrafo, além de acrescentar valor à avaliação e diagnóstico clínico, possibilita o controlo da programação do tratamento, a validação das diferentes técnicas terapêuticas e a medição da evolução da lesão, aumentando assim consideravelmente a probabilidade do êxito clínico.

  • Reabilitação Vestibular
  • A resposta para a falta de equilíbrio ou tonturas pode estar no seu ouvido interno
  • O equilíbrio é a função que permite manter correcta a postura e a orientação do corpo humano. Assim, as perturbações do equilíbrio, como a vertigem, tonturas e/ou desequilíbrio, são frequentemente associadas a estados de ansiedade, redução da capacidade funcional e possibilidade de quedas.

    Por forma a diminuir o desconforto e a probabilidade de ocorrência de lesão, os maiores centros de pesquisa mundiais indicam a reabilitação vestibular como resposta eficaz e segura para avaliação e tratamento dos distúrbios relacionados com o sistema vestibular (situado no ouvido interno) e outros sistemas neurológicos intimamente ligados a este.

    Através de exercícios específicos e individualizados, com base nas guidelines de instituições mundiais de referência como a Vestibular Disorders Association (EUA), o Instituto Brasileiro de Fisioterapia Vestibular e Equilíbrio (Brasil) ou a Bárány Society (Suécia), é potenciada a capacidade de compensação do sistema nervoso central, proporcionando uma melhora dos sinais e sintomas e, consequentemente, da qualidade de vida do utente.

    A reabilitação vestibular é aconselhada no tratamento da síndrome de Ménière, labirintite, vertigens, tonturas, náuseas e desequilíbrio.

  • Podoposturologia - Reprogramação Postural com Palmilhas Posturais
  • A influência dos pés na postura e no equilíbrio
  • A postura do corpo humano está intimamente relacionada com os pés, uma das principais entradas sensoriais do organismo. Sempre que se verificam desequilíbrios no apoio dos pés, originam-se alterações na postura que, a médio prazo, ocasionarão dores articulares, contracturas musculares, disfunções nos tendões e complicações vasculares.

    Através do recurso a uma plataforma computorizada de baropodometria e estabilometria que, em apenas 30 segundos faz a recolha de 300 imagens do movimento dos pés do paciente, é possível oferecer dados vitais sobre o equilíbrio postural e a sua relação com o apoio podal (pés) do utente.

    Assim, a utilização de palmilhas confeccionadas de forma pessoal e individual, com base na avaliação global de todo o corpo do paciente e nos resultados obtidos através da plataforma baropodométrica e estabilométrica, permite prevenir e corrigir todas as assimetrias encontradas, nomeadamente equilibrar a tensão muscular, corrigir desequilíbrios posturais, optimizar a distribuição da pressão podal e promover o correcto posicionamento das articulações, melhorando a postura.

    As palmilhas posturais são especialmente indicadas em casos de alterações posturais, diferença no comprimento dos membros inferiores, tendinites, artroses, dores na coluna vertebral, hérnias, escolioses, alterações da estática do pé (cavo/plano), esporões e fasceítes plantares.